IDSM

 

Em 10 de Setembro de 2008, quase um ano depois do Maestro Ricardo Castro fundar, a convite da Secretaria de Cultura, o NEOJIBA, nascia a  Associação de Amigos das Orquestras Juvenis e Infantis e do NEOJIBA - AOJIN ,constituída como pessoa jurídica sem fins lucrativos, visando o apoio e a participação da sociedade civil junto a esta proposta de política pública do Governo da Bahia.

Naquele momento, a AOJIN foi de extrema relevância para muitas conquistas do NEOJIBA, captando recursos financeiros, adquirindo e cedendo instrumentos musicais e material pedagógico, organizando e financiando turnês e masterclasses com professores convidados, etc.

Transformada em Instituto de Ação Social Pela Música - IASPM em 2009, quando recebe a qualificação de Organização Social,  torna-se entidade pioneira na Bahia na promoção da integração social através da prática musical e a primeira OS da área cultural e social a firmar um contrato de gestão com o governo baiano.

Por este instrumento, assinado através de edital de licitação com a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, constitui-se desde então como responsável pela gestão integral do Programa NEOJIBA, criando oportunidades inéditas para crianças e jovens do estado da Bahia, e por força da ampliação de sua missão, promovendo, incentivando e apoiando o desenvolvimento humano e a transformação social por meio da prática musical, coletiva e de excelência. 

Foi também responsável pela implantação e execução do projeto ESCOLAS CULTURAIS, desenvolvido para atuação interinstitucional firmada entre as Secretarias de Justiça Social, Educação e Cultura, para difusão de práticas sociais, educacionais e culturais, desenvolvidas no ambiente escolar de 85 municípios por meio de ações transversais de diversas linguagens artísticas, e alcançando os 27 Territórios de Identidade da Bahia e alcançando mais de 160 mil pessoas.

Em seu terceiro contrato de gestão com a SJDHDS, sempre respondendo a processos licitatórios (2009-2013 * 2014-2019 * 2019-2022), o agora INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL PELA MÚSICA,  sabe que esta é uma missão cujo alcance demanda o envolvimento de diversos atores: governo, iniciativa privada e, sobretudo, a sociedade civil. 

A administração do IDSM compreende um CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, eleito por uma ASSEMBLEIA GERAL,  sendo órgão de deliberação colegiada, responsável pela fixação da orientação estratégica e planejamento das ações que serão realizadas por uma DIRETORIA EXECUTIVA, e avaliadas por um CONSELHO FISCAL.

CONSELHO E ASSOCIADOS

ESTATUTO DO IDSM

QUALIFICAÇÃO COMO OS