• Inicial
  • Mídia
  • Notícias
  • NEOJIBA realiza Intercâmbio Pedagógico entre Núcleos de Jequié, Vitória da Conquista e Salvador

NEOJIBA realiza Intercâmbio Pedagógico entre Núcleos de Jequié, Vitória da Conquista e Salvador

  • 19 out, 2021

Um dos princípios fundamentais do NEOJIBA é a conectividade em rede, que dá ao integrante do Programa a possibilidade de participar de ensaios, apresentações públicas, masterclasses e capacitações em outros Núcleos, além daquele do qual já faz parte. Tendo isso em vista, o NEOJIBA, programa do Governo do estado da Bahia, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e gerido pelo Instituto de Desenvolvimento Social Pela Música (IDSM), promoveu, de 13 a 17 de outubro, um Intercâmbio Pedagógico entre o Núcleo Central NEOJIBA (NCN), o Núcleo Territorial NEOJIBA (NTN) Vitória da Conquista e o Núcleo de Prática Musical (NPM) Cidade Sol - Jequié.

A ação  foi viabilizada por uma emenda parlamentar do Deputado Federal Waldenor Pereira. Durante cinco dias, um grupo de 31 pessoas dos dois Núcleos do interior, entre multiplicadores territoriais, jovens líderes, integrantes, coordenadores e instrutores, bem como duas mães, participaram de atividades de formação musical com professores do NCN e ensaios com a Orquestra Pedagógica Experimental (OPE) e com o Coro Infantojuvenil. Além disso, puderam acompanhar de perto boa parte das comemorações do aniversário de 14 anos do NEOJIBA no Parque do Queimado, sede do Programa, em Salvador.

Os encontros formativos dos três primeiros dias do Intercâmbio resultaram em um recital especial realizado na tarde da última sexta-feira, 15, e transmitido ao vivo pelo Facebook e YouTube. Após uma intensa preparação, sete integrantes de Jequié e dez de Vitória da Conquista tiveram a chance de tocar e cantar juntamente com membros da OPE e do Coro, em uma apresentação que incluiu músicas populares como “Vira Virou”, “Caminho das Águas”, “Berimbau”, “Trenzinho Caipira” e “Aquarela”.

As gêmeas Raika Andrade Santos Costa e Rayssa Andrade Santos Costa, de 14 anos, são jovens multiplicadoras territoriais no NTN Conquista e estavam ansiosas pela viagem muito antes de partirem para Salvador. Para elas, além de ter sido uma experiência inédita proporcionada pelo NEOJIBA, o Intercâmbio foi também uma oportunidade de desenvolver suas carreiras musicais e conhecer novas pessoas. Logo na quarta-feira, 13, no primeiro dia de atividades, Rayssa, que é trompetista, foi surpreendida com um convite do maestro e coordenador de trompete do NEOJIBA, Helder Passinho, com quem teve aulas, para tocar no Recital de Trompetes do NCN.

Dessa forma, ela pôde participar não só de uma, mas duas apresentações públicas, presencialmente, durante o Intercâmbio. Anteriormente, só havia participado de recitais virtuais. Por isso, se sentiu bastante acolhida pelos integrantes e instrutores do Núcleo Central. “Quando você está em casa, sozinha, só está você, o seu instrumento e o professor do outro lado. Aqui não, você tem um mundo novo aberto, com pessoas da mesma idade, que entende o que você fala”, disse.

Rayssa e sua irmã contaram ainda que, durante as aulas e masterclasses do Intercâmbio, puderam tirar várias dúvidas e aprender novas técnicas com os seus respectivos instrumentos. Raika, que é trompista, elogiou a estrutura do Parque do Queimado. “Até então, eu estava estudando em casa e não podia tocar muito. Aqui, a gente pode tocar mais, o som fica muito melhor e a acústica é um grande diferencial”, destacou.

Assim como Raika e Rayssa, vários dos integrantes que vieram para o Intercâmbio ainda não conheciam a sede do NEOJIBA, que também deixou a violinista Cleo de Moura e Moura, 14 anos, encantada. “Cada lugar parece que foi projetado para dar atenção para cada instrumento, de forma individual”, comentou. Ainda de acordo com Cleo, que faz parte do NTN Conquista há cerca de um ano, ver pessoas mais experientes tocando e se esforçando para executar composições mais complexas lhe trouxe uma motivação muito grande para continuar se aperfeiçoando e se tornar uma musicista cada vez melhor.

Diversão e novos aprendizados

Mesmo com uma intensa rotina de encontros formativos, os intercambistas não deixaram de se divertir. No sábado, 16, quarto dia do Intercâmbio, eles participaram de uma atividade de integração envolvendo brincadeiras e dinâmicas de grupo, sob orientação do Setor de Desenvolvimento Social do NEOJIBA. Na ocasião, receberam uma visita do maestro e diretor-geral do Programa, Ricardo Castro, com quem, posteriormente, conversaram e tiraram fotos. Na tarde do mesmo dia, alguns deles ainda arrancaram aplausos do público presente no Parque do Queimado ao cantar e tocar durante a inauguração da Arca NEOJIBA.

Já no domingo, 17, com a supervisão de membros da equipe do Programa, todos fizeram um passeio socioeducativo por alguns dos principais pontos turísticos de Salvador, como o Mercado Modelo, o Pelourinho e o Farol da Barra, no período da manhã. O encerramento das atividades previstas na programação do Intercâmbio se deu no fim da tarde, no Teatro Castro Alves (TCA), onde puderam assistir, presencialmente, ao Concerto das Orquestras 2 de Julho e Castro Alves, transmitido ao vivo pelos canais do NEOJIBA, como parte das celebrações de aniversário do Programa.

Para o contrabaixista Marcell Kaio Magalhães, jovem líder no NPM Cidade Sol, vir para Salvador e conhecer o Núcleo Central NEOJIBA, além de importantes espaços culturais como o TCA, era um sonho, que agora foi realizado. Ele afirmou que pôde conhecer pessoas novas e ter contato direto com outras que já conhecia e admirava. “Muita coisa que aprendi aqui vou levar não só para a minha vida como músico, mas também para a minha vida pessoal”, ressaltou.

Sua colega de Núcleo, Stéfany de Jesus Soares, 16, que também é jovem líder, disse que amou a experiência proporcionada pelo Intercâmbio, sobretudo por ter chance de “sentir toda a energia de tocar numa Orquestra enorme como a OPE”. E acrescentou: “As pessoas são muito receptivas. Aprendi a me sentir mais à vontade com meu próprio instrumento e isso é muito bacana. Então, vou levar muitos ensinamentos comigo”.

Segundo o diretor educacional do NEOJIBA, José Henrique de Campos, a ideia do Intercâmbio é justamente fazer com que os integrantes do interior vivenciem outras realidades, troquem experiências com quem está há mais tempo no Programa e levem de volta para os seus Núcleos o que aprenderam no decorrer desses cinco dias de atividades. “É uma oportunidade muito rica de crescimento. Então, a gente espera que isso abra novos horizontes para todos eles e que cada um tenha um sentimento de pertencimento a esse local que é a sede do NEOJIBA. O NEOJIBA é de todos nós e também é deles”, afirmou.

E essa foi a impressão que marcou Norilma Santos Galvão, mãe do integrante Rodrigo Galvão de Oliveira, do NPM Cidade Sol. Ela viajou com o filho e acompanhou todas as atividades do Intercâmbio Pedagógico. “Eu já estive em outras viagens, mas nenhuma foi tão marcante quanto essa. Tudo pra mim foi gratificante e maravilhoso. Pude sentir, realmente, que o NEOJIBA é uma família”, disse. José Henrique destacou que, no próximo ano, o NEOJIBA pretende ampliar essa ação, trazendo também os Núcleos de Feira de Santana e Teixeira de Freitas para, assim, promover um Intercâmbio ainda maior.


Comentários