Relação entre Bahia e Suíça é tema do NEOJIBA no TCA de agosto

Publicado em: 17/08/2017
serie_NEOJIBA_no_TCA_card_agosto

Ernst Widmer e Julien-François Zbinden são os homenageados da noite

A relação musical entre a Bahia e a Suíça é tema do concerto de agosto da série NEOJIBA no TCA, dia 23 (Quarta-feira), às 19h30, com ingressos a preços populares. Sob a regência do maestro suíço Rainer Held, a Orquestra Juvenil da Bahia e o Coro Juvenil do NEOJIBA fazem uma homenagem aos 90 anos de nascimento de Ernst Widmer e aos 100 anos de Julien-François Zbinden. No programa, a estreia mundial de Tropos, Sinfonia sobre poemas de Fernando Pessoa, para meio-soprano, barítono, coral e orquestra sinfônica de Widmer; além de Festilicher Hymnus, de Othmar Schoeck; a primeira parte de A Sagração da Primavera, de Stravinsky; Concerto de Gibraltar para piano e fanfarra, de Zbinden, com Arthur Marden como solista ao piano; e A Criança Adormecida, para quinteto de cordas, de Walter Smetak.

“Este concerto é dedicado a uma das mais frutíferas colaborações internacionais que a Bahia já vivenciou. Tudo começou com a criação, nos anos de 1950, dos Seminários Internacionais de Música, que mais tarde se transformariam na Escola de Música da Universidade Federal da Bahia. Nessa iniciativa do saudoso reitor Edgar Santos foram plantadas as sementes do que hoje chamamos de ‘cadeia produtiva da música de concerto’ na Bahia. Vivi esse ambiente no início da minha formação e, anos mais tarde, fui levado a estudar justamente na Suíça. Quando criamos o NEOJIBA, pudemos construir uma ponte para intercâmbios de conhecimento e solidariedade entre os nossos jovens e a Suíça. Neste ano em que comemoramos os 10 anos do Programa, queremos agradecer e festejar com um concerto no qual obras e intérpretes tem uma ligação direta com essa relação que acontece desde 2007, quando os primeiros músicos atuando na Suíça foram convidados para colaborar conosco”, afirma Ricardo Castro, diretor fundador do NEOJIBA sobre a homenagem prestada.

Para estreitar a relação, estudantes da Escola Superior de Música de Genebra (HEM) se apresentam pelo projeto NEOJIBA Itinerante, no Terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, neste domingo (20), às 16h.O grupo apresenta obras de Vivaldi, Mozart e também dos homenageados Widmer e Zbinden. Os estudantes da escola suíça estão em Salvador para um intercâmbio com os integrantes do NEOJIBA. A tarde ainda conta com a participação do Grupo de Percussão de Pirajá, formação do Núcleo de Prática Musical que o NEOJIBA mantém no bairro.

Homenageados
Compositor nascido na Suíça e radicado na Bahia, Widmer se mudou para Salvador em 1956 a convite de Hans-Joachim Koellreutter, cuja função de diretor dos Seminários Livres de Música da UFBA, Widmer assumiu em 1963. Ele idealizou os cursos de Música Nova e foi o mentor do movimento musical que deu origem ao Grupo de Compositores da Bahia. Professor titular da Escola de Música da UFBA, teve entre seus alunos compositores nomes como Lindembergue Cardoso, Tom Zé e Paulo Costa Lima. Em reconhecimento à sua obra artística e pedagógica, Widmer foi eleito em 1988 para a Academia Brasileira de Música.

Julien-François Zbinden é um dos compositores suíços mais tocados no exterior. Pianista eclético, regente e técnico de som, teve contato com importantes músicos do século 20 como Igor Stravinski, Maurice Ravel, Martha Argerich, Alfred Cortot, John Cage e Karlheinz Stockhausen. O seu catálogo de composições abrange gêneros variados como ópera, sinfonias e música de filme.

Rainer Held
O suíço Rainer Held foi o primeiro regente convidado permanente da Orquestra Sinfônica da Rádio de Minsk (Bielorússia) e, desde 2008, ocupa o mesmo cargo na Orquestra de Câmara Filarmônica Estadual de Novosibirsk (Rússia). Entre outras formações, Held regeu a Orquestra Nacional Escocesa Real de Glasgow, a Orquestra Sinfônica de Zurique, o Coro de Câmara de Mérida (Venezuela) e o Coro da Universidade Kansai de Osaka (Japão). Rainer Held é professor de Educação Musical e chefe do Departamento de Música da Escola Superior de Pedagogia de Lucerna (Suíça). O regente é particularmente empenhado em trabalhar com obras orquestrais e corais escritas por compositores suíços como Carl Rütti, Othmar Schoeck, Ernst Widmer e Arthur Honegger.

Arthur Marden
Pianista brasileiro, Arthur Marden teve presença assídua em festivais internacionais como o Festival de Inverno Eleazar de Carvalho, em Fortaleza, Festival Internacional de Música de Santa Catarina (FEMUSC) e participou do Festival Internacional de Música de Campos do Jordão, onde pôde ter aulas com a pianista Maria João Pires. Em 2007 foi admitido na classe de Edson Elias na École Normale de Musique Alfred Cortot, em Paris. Participou no festival de verão Chopin, em Cracóvia (Polônia), no ano que foi comemorado os 200 anos de nascimento do compositor polonês. Arthur Marden acaba de se formar no curso de mestrado em performance pianística na Escola Superior de Música de Lausanne (HEMU), na Suíça, sob a orientação de Ricardo Castro.
SERVIÇO
NEOJIBA Itinerante
Terreiro Ilê Axé Opô Afonjá
Domingo, 20 de agosto, 16h
Entrada gratuita

Programa:
Antonio Vivaldi – Concerto para 2 trompetes em Dó maior
Joao Rodrigues Oliveira e Helder Passinho, trompetes
Viola Cartoni, piano.

Wolfgang Amadeus Mozart – Sonata para piano a quatro mãos em Dó maior KV 521
Arthur Marden e Viola Cartoni

Ernst Widmer – Duo para violino e piano op. 127
Lucie Menier, violino
Viola Cartoni, piano

Julien-François Zbinden – Sonatina para flauta e piano
Marie Gailard, flauta
Viola Cartoni, piano

 

NEOJIBA no TCA
Orquestra Juvenil da Bahia
Coro Juvenil da Bahia
Quinteto de Cordas da Orquestra Castro Alves
Regência: Rainer Held
Solista: Arthur Marden
Teatro Castro Alves
Quarta-feira, 23 de agosto, 19h30
R$ 2 (meia) e R$ 4 (inteira)

Programa:
Othmar Schoeck – Festlicher Hymnus op. 64
Orquestra Juvenil da Bahia
Regência: Rainer Held

Igor Stravinsky – A  Sagração da Primavera: I- Adoração da Terra
Orquestra Juvenil da Bahia
Regência: Rainer Held

Walter Smetak – A Criança Adormecida, para quinteto de cordas
Quinteto de Cordas da Orquestra Castro Alves

Julien-Francois Zbinden – Concerto de Gibraltar para piano e fanfarra
Solista: Arthur Marden
Regência: Rainer Held

Ernst Widmer – Tropos,  Sinfonia sobre poemas de Fernando Pessoa, para meio-soprano, barítono, coral e orquestra sinfônica,  op. 153 (ESTRÉIA MUNDIAL)
I- Largo
II- Andante
III- Fluido
IV- Sereno
V- Adagio – Andante – Movido – Presto
Coro Juvenil do NEOJIBA
Orquestra Juvenil da Bahia
Meio Soprano: Andrea Alves
Barítono: Lucas Gabriel Egidio Santos
Regente: Rainer Held

Comentários