NEOJIBA realiza Festa Barroca no Pelourinho

Publicado em: 02/05/2017
arte_barroco

O concerto gratuito utiliza arcos barrocos dos séculos 17 e 18

A violinista suíça Chiara Banchini, especializada na interpretação da música barroca, está em Salvador a convite do NEOJIBA para realização do projeto Festa Barroca. A iniciativa mobiliza jovens integrantes do corpo musical e técnico do Programa, com destaque para o Atelier Escola de Lutheria e a Orquestra Juvenil da Bahia. No dia 06 de maio (sábado), às 16h, na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, a Camerata Barroca do NEOJIBA apresenta o resultado artístico deste trabalho. A entrada é gratuita.

Desde abril 2017, o Atelier Escola de Lutheria do NEOJIBA realiza um trabalho de estudo e montagem de instrumentos datados dos séculos 17 e 18, que serão utilizados em futuros concertos do Programa. “Os jovens estão aprendendo como estes instrumentos funcionavam na época e buscam montá-los seguindo as indicações do período e respeitando sua sonoridade peculiar. É uma experiência fascinante para os nossos luthiers”, explica André-Marc Huwyler, luthier suíço, fundador do Atelier Escola de Lutheria do NEOJIBA. “Na apresentação do dia 06 de maio, os músicos irão tocar com arcos barrocos, o que muda significativamente a interpretação das obras”, acrescenta André-Marc.

Jovens músicos do naipe de cordas da Orquestra Juvenil da Bahia integram a Camerata Barroca, que se apresenta na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. “Será uma oportunidade única e ímpar ter acesso a esse tipo de formação, através da própria prática e sob a liderança de uma especialista como Chiara Banchini. Esta violinista estudou na Holanda e esteve nos principais centros que irradiam os estudos sobre este período marcante na história da música”, avalia Eduardo Torres.

O concerto do dia 06 de maio traz compositores dos séculos 17 e 18. Fazem parte do repertório o alemão Telemann e os italianos, Corelli, Vivaldi e Albinoni. “A maioria das obras é de compositores italianos. Fizemos esta escolha para que os músicos tenham mais chances de tocarem solos e vivenciarem esta experiência com responsabilidade musical”, conta a violinista suíça Chiara Banchini, que é a diretora artística deste projeto. “O concerto é também uma oportunidade para que os jovens e o público de Salvador conheçam as obras de compositores muito importantes, porém pouco tocados, como é o caso do romano Corelli”.

Esta iniciativa conta com o apoio do Ministério da Cultura, do Governo Federal, Ordem e Progresso.

Chiara Banchini
Nasceu em Lugano, no território italiano da Suíça. Chiara Banchini é uma das mais renomadas violinistas barrocas do cenário internacional, especializada na execução da música dos séculos 17 e 18. Além da sua carreira de solista, já tocou com ensembles como Hesperion XX e La Chapelle Royale, foi professora de violino barroco, no Centro de Música Antiga do Conservatório de Genebra e na Schola Cantorum de Basileia, também na Suíça. É fundadora do Ensemble 415, orquestra de câmara especializada na execução da música barroca. Chiara Banchini é também uma das regentes permanentes da Theresia Youth Baroque Orchestra, que reúne jovens músicos da Europa inteira especializados em música antiga.

Programa NEOJIBA
Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) tem por objetivo promover na Bahia o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.

SERVIÇO
Festa Barroca, com Chiara Banchini
Camerata Barroca
Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos
Endereço: Largo do Pelourinho, s/n
06 de maio (sábado), às 16h
Entrada gratuita

PROGRAMA

Georg Philipp Telemann

Abertura-Suíte ‘La Bouffonne’ C TWV 55: C5 em Dó Maior

Arcangelo Corelli

Concerto grosso ‘da camara’ Op. 6 n. 11 em Si bemol Maior

Tomaso Albinoni

Sinfonia T.Si 8 em Sol Maior

Antonio Vivaldi

Concerto para 4 violinos RV. 550 em Mi Menor

Arcangelo Corelli

Concerto Grosso ‘da camara’ Op. 6 n. 12 em Fá Maior

Comentários