NEOJIBA leva concerto didático para o Parque Social

Publicado em: 30/05/2018
41736078684_f9c37dc9bb_z

Jovens aprendizes empreendedores conheceram tecnologia inovadora do projeto Orquestra Plástica

A Viagem aos Limites Planetário desembarcou em Salvador nesta quarta (30). O concerto didático, que será apresentado em diversos municípios baianos, marca o encerramento do terceiro ano do projeto Orquestra Plástica do NEOJIBA. O musical foi apresentado em duas sessões, às 10h e às 15h, aos participantes do projeto Jovem Aprendiz Empreendedor, do Parque Social. Eles lotaram o auditório do espaço, que funciona dentro do Parque da Cidade, no bairro do Itaigara, e puderam conhecer a tecnologia inovadora de construção de instrumentos para iniciação musical a partir de materiais plásticos.

Durante o musical, foram apresentadas algumas criações da equipe do Atelier de Lutheria de Plástico do NEOJIBA, como o banjolino, pvsax, easytrompa, além de adaptações construídas com cano PVC de instrumentos como violino, viola, violoncelo e flauta. Na ocasião, os jovens aprendizes empreendedores também refletiram sobre temas como sustentabilidade e o uso dos recursos naturais.

Como não poderia deixar de falta, também teve música. O repertório contou com obras da música popular brasileira como Planeta Água, de Guilherme Arantes, Refazenda, de Gilberto Gil, e Lilás, de Djavan. Os arranjos e a direção musical ficam por conta do professor Jamberê, membro fundador do NEOJIBA. O grupo é formado por Cely Venturini, Dâmaris dos Santos, Fabrizio D’andreamatteo Filho e Reinaldo Silva (violinos), Allan Resedá, Karen Silva e Nataly do Vale (violas), Joás Cruz (violoncelo) e Rafael Dias (flauta).

Silas Pereira, de 19 anos, é um dos jovens aprendizes que assistiram à apresentação. Ele faz o curso de auxiliar administrativo no Parque Social e ficou atento às possibilidades criadas pelo projeto Orquestra Plásticas para o cano de PVC. “Eu nunca tinha visto nada parecido. Fiquei impressionado, não sabia que era possível fazer instrumento com plástico. Achei bem inovador”, conta o estudante.

Orquestra Plástica
Com o objetivo de desenvolver uma tecnologia social para ampliar o acesso à iniciação musical, o NEOJIBA propôs o projeto Orquestra Plástica. O projeto tem patrocínio da Braskem e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. A base da iniciativa é a construção de instrumentos a partir de materiais plásticos e capacita adolescentes e jovens no ofício da lutheria, uma articulação por meio da música dos campos da sustentabilidade e da inclusão socioprodutiva. A equipe que lidera o aprimoramento desta técnica de construção de instrumentos sinfônicos de plástico são os luthiers Andre-Marc Huwyler, David Matos, Alan Jonas e Natan Paes.

Comentários