Empoderamento feminino é tema de oficina do NEOJIBA

Publicado em: 29/08/2017
36065397414_277bdf885a_o

Atividade foi uma iniciativa do setor de Desenvolvimento Social do Programa

Cerca de 20 mulheres encheram a sala da Associação de Moradores de São Tomé de Paripe, na tarde de ontem (28), para uma atividade proposta por Cláudia Pinheiro, assistente social do NEOJIBA que atua junto às famílias da região. Enquanto os filhos e netos estavam nas aulas de iniciação musical e canto coral, as mães e avós participaram da Oficina de Empoderamento Feminino, ministrada pela psicóloga Tansir Omoni, do setor de Desenvolvimento Social (DS) do NEOJIBA.

Sentadas em semicírculo, com ilustrações de sapatos em mãos para representar os caminhos já percorridos, elas compartilharam suas experiências de vida, suas conquistas e vitórias, por mais simples que fossem. O nascimento dos filhos, a casa própria, vencer uma doença. “Quando uma dificuldade vier, lembrem-se das coisas boas que já aconteceram em suas vidas”, dizia Tansir.  Essa foi a primeira dinâmica da tarde, na qual foram ensinadas sete dicas para aumentar a autoestima delas: estimular a positividade, fazer atividade física, selecionar pessoas e ambientes, parar de culpar a si mesma, dedicar um dia a você mesma, não ter medo de se expor e empoderar-se.

“Percebemos a carência dessa comunidade em relação a um projeto de vida. Muitas famílias não têm isso e queremos ajudar essas mulheres a construírem seus sonhos, trazendo conhecimento aplicado à realidade delas”, explicou Cláudia Pinheiro, que propôs a realização da oficina. “Acredito que essas mulheres passam por situações delicadas e precisam de orientações para lidar com sentimentos e pensamentos. Esse tipo de atividade ajuda com que elas tenham consciência de quem são e do que são capazes”, afirmou Tansir Omoni.

Veja no vídeo o depoimento de Adriana Oliveira, que participou da oficina. Adriana é mãe de Gabriel Oliveira, que faz parte do projeto de Iniciação Musical em São Tomé de Paripe.

Comentários