BNDES e Governo do Estado da Bahia restauram Parque do Queimado, futura sede do NEOJIBA

Publicado em: 04/08/2017
Parque do Queimado

Revitalização da região da Liberdade, atualmente degradada e com alto índice de violência, é um dos aspectos relevantes do projeto

O Governo do Estado da Bahia e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) irão investir na reforma e revitalização de quatro edifícios históricos localizados no Parque do Queimado, em Salvador (BA). No local, vai funcionar a futura sede do Programa NEOJIBA – Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia.

O BNDES apoiará com R$ 8,3 milhões e o Governo do Estado participa com R$ 4 milhões para a conclusão do restauro deste importante Patrimônio Histórico da Bahia. Estes investimentos correspondem a 79% do projeto inscrito e aprovado na Lei Rouanet, que prevê ainda atividades educativas e de difusão. O Instituto de Ação Social pela Música (IASPM), responsável pela gestão do programa NEOJIBA, está em processo de captação de recursos para viabilizar a realização do projeto na íntegra.

A revitalização do Parque do Queimado é uma ação que fortalece e expande o NEOJIBA, programa do governo da Bahia que promove a integração e o desenvolvimento social por meio da música e que apresenta resultados positivos desde a sua criação em 2007. A revitalização dos bairros da Caixa D´água e Liberdade, atualmente degradados e com altos índices de violência, é também um dos aspectos relevantes do projeto.

Embora existam, no País, inúmeros programas de ensino de música a crianças e jovens em situação de risco, o NEOJIBA se destaca por formar redes de ensino e elevar a capacitação ao nível de excelência, permitindo a alguns de seus egressos o acesso a orquestras sinfônicas profissionais.

O projeto de revitalização do Parque do Queimado vai proporcionar a geração de empregos qualificados, a redução das desigualdades regionais, além de promover a visão do patrimônio cultural brasileiro como vetor de desenvolvimento e induzir novos modelos de sustentabilidade.

Benefícios – O IASPM é uma associação civil sem fins lucrativos, pioneira na Bahia na promoção da integração social através da prática orquestral e coral infanto-juvenil. Desde 2010, o IASPM é responsável pela gestão do NEOJIBA, programa vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social. O programa oferece capacitação e cria espaço para a inserção de jovens que desejam seguir a carreira musical. Com a construção da nova sede, serão abertas 120 novas vagas e, considerando as atividades na comunidade do entorno do empreendimento, o impacto indireto atingirá mais de 1050 pessoas. O objetivo central do projeto é a restauração e ressignificação do uso dos quatro edifícios históricos que compõem o conjunto do Parque do Queimado.

O projeto de arquitetura, aprovado pelo IPHAN, prevê a construção de uma sala de espetáculos para música de câmara, com capacidade para 140 espectadores; um prédio com saguão de entrada, bilheteria, loja, bastidores, depósito para instrumentos e banheiros; um edifício com salas de ensaio de 180m² e 300m² e banheiros; e outra construção com 15 salas de ensaio, munida de isolamento térmico e acústico e depósitos para instrumentos.

Comentários