Apresentação do NEOJIBA encanta servidores da SJDHDS

Publicado em: 14/12/2017
WhatsApp Image 2017-12-14 at 18.00.40

Os corredores da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) foram palco para o quarteto de cordas da Orquestra Castro Alves, integrante dos Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (NEOJIBA), na tarde de hoje (14). A apresentação, que levou alegria e emoção para os servidores, encerrou as comemorações dos 10 anos do NEOJIBA.

“Essa é uma orquestra que toca os nossos corações. A Secretaria tem um amor profundo por esses meninos. Através desse trabalho, oferecemos aos nossos jovens, em vulnerabilidade social, a oportunidade de despertar para a arte e cidadania, fazendo nascer um sentimento de realização pessoal e profissional. Agradecemos por esse presente e desejamos que o NEOJIBA cresça cada vez mais”, disse Carlos Martins, titular da pasta.

Segundo Beth Ponte, diretora institucional do NEOJIBA, a apresentação teve o objetivo de agradecer o empenho e carinho dos servidores da SJDHDS pelo trabalho. “Esse projeto nasceu na Secretaria e cada servidor faz parte do NEOJIBA, além de construírem essa história junto com a gente. Essa apresentação foi a forma que encontramos para dizer muito obrigada!”.

Ao final da apresentação, as palmas acaloradas, os sorrisos e abraços traduziram perfeitamente a alegria, o orgulho e a admiração que a SJDHDS sente pelo NEOJIBA.

Programa NEOJIBA
Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA tem por objetivo promover na Bahia o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em toda Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social

Comentários